Sidebar

Sidebar predefinida

Fátima Sequeira Dias

Fatima

Faleceu a 1 de Janeiro de 2013 em Ponta Delgada, aos 54 anos, Professora Catedrática da Universidade dos Açores – Maria de Fátima Silva de Sequeira Dias. Integrava o quadro de Docentes do Departamento de Economia e Gestão. Investigadora e escritora. Profissional de grande mérito, deixa um enorme vazio na academia açoriana. Perde os Açores uma voz forte, incisiva na defesa do desenvolvimento económico e social da Região. Um olhar que não baixava a guarda nunca, sempre atenta, observando, estudando e investigando o universo açoriano nos grandes temas da História e da Economia.

Nasceu a 12 de Outubro de 1958, em Ponta Delgada, licenciou-se em História, na Universidade dos Açores em 1981, tendo ainda feito o mestrado em Economia do Desenvolvimento na Universidade Livre de Bruxelas, a pós-graduação em História da Europa Contemporânea no Instituto de Estudos Europeus de Bruxelas e a investigação no Centro de História Económica Marítima de Bergen e no Centro de Economia Internacional de Genebra.

Pequena em estatura física, gigante na simpatia, no trabalho, no abraçar causas, na coragem, no enfrentamento, na humanidade. Publicou duas dezenas de obras, sobretudo versando a história económica dos Açores e estudou e divulgou instituições e empresas como a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, o Ateneu Comercial de Ponta Delgada e o Aeroporto de Ponta Delgada ou a Casa Bensaúde, a Fábrica de Tabaco Micaelense, a SAAGA e a SATA.No entanto, Fátima Sequeira Dias publicou ainda temática tão diversa como os «450 anos da Cidade de Ponta Delgada»«Dicionário Sentimental da Ilha de São Miguel» ou «Os Judeus nos Açores nos séculos XIX e XX».

A sua morte gerou muitas manifestações de pesar, entre elas a do secretário regional da Educação, Ciência e Cultura, Luiz Fagundes Duarte, que salientou em nota difundida pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social, que Fátima Sequeira Dias “permanecerá, por via da sua obra, na memória de todos aqueles que, ao longo dos últimos anos, como alunos ou estudiosos, se interessaram pela história e pela economia dos Açores”.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, entregou em Março de 2013, a título póstumo, a Medalha de Ouro do Município, numa sessão pública que encheu por completo o Salão Nobre dos Paços do Concelho.

O seu funeral realizou-se após missa de corpo presente, na capela de São Joaquim onde foi cremada.